Blog do Xico Malta

Dream Football League: a grande gafe do “Times”

Posted in Do Malta by xicopati on 20/03/2013

DFL

Todo mundo sabe que as melhores piadas são as mais curtas. No entanto, desta vez, a piada durou mais de uma semana e hoje não provoca mais risadas. Vamos a ela: O rico Emirado do Qatar estaria planejando organizar um campeonato monumental para concorrer com a Champions League. Os maiores clubes do mundo receberiam centenas de milhões de euros para disputar no deserto uma nova competição: O Dream Football League (DFL).

Entretanto, este torneio dos sonhos não passa de uma invenção, uma história criada pelo site francês “Les Caheirs du football” (http://www.cahiersdufootball.net/article.php?id=4812&titre=le-qatar-lance-la-dream-football-league).

Na noite do dia 12 de março, o site especializado em sátiras sobre o futebol publicou um artigo anunciando a criação da DFL pela “Agência Transe Press” (ATP), uma paródia da Agência France-presse. “Os 24 maiores clubes do mundo, uma liga fechada, com uma soma de dinheiro colossal: A partir de 2015, este campeonato vai reunir no golfo pérsico a elite do futebol mundial. Não é uma revolução, é um novo cenário que o Qatar quer criar ao lançar o Dream Football League”, teria anunciado a ATP.

No dia 13 de março, o tradicional jornal britânico The Times publicou em exclusividade mundial o projeto que iria abalar o mundo do futebol: A Dream League. Cada equipe escolhida iria receber mais de 200 milhões de euros a cada dois anos.. Em três páginas do prestigioso jornal, o chefe de equipe da sessão “Futebol”, Oliver Kay, comentou como “o mapa mundi” do futebol está sendo redesenhado sobre as areias movediças do deserto”.

times-dream-football-league

Ledo engano, o leviano jornalista caiu em cheio na blague.

No Twitter, este mesmo jornalista foi advertido por vários seguidores anônimos mas também pelo site inventor da trama “Cahiers du football”, que estas informações eram fruto de uma anedota. Até a federação de futebol do Qatar desmentir, o jornalista insistia na veracidade do seu furo jornalístico: Uma suposta fonte próxima dos proprietários do Paris Saint-Germain lhe teria garantido a verdadeira existência da Dream League. Então como ele explicaria que o visual da Dream Football League publicado no Times é o mesmo imaginado mais cedo pelo Cahiers du Football? Não teve jeito, mesmo assim, Sir Kay insistia que sua fonte era confiável.

Na segunda-feira 18 de março, Tony Evans, redator chefe do caderno esporte do jornal britânico redigiu duas colunas no editorial onde ele retoma esta história, segundo ele, seria um “blockbuster”. Ele reconheceu, sem jamais citar o “Cahier du football” que depois dos três dias que seguiram a publicação desta notícia, ficará cada vez mais claro que Kay foi enganado. A redação do jornal não fora suficientemente rigorosa na averiguação desta notícia. Seu jornalista teria sido ludibriado pela fonte, por sua vez esta mesma fonte teria sido tapeada pelo Cahiers du football…

Não houve pedido de desculpas do Times aos seus eleitores, apenas uma breve retificação (leia o artigo original do Times: http://www.thetimes.co.uk/tto/public/article3715967.ece) :

“Levamos em conta nossa reputação. Mudanças estão sendo feitas na maneira de lidar com as informações, um grau suplementar de ceticismo será incorporado no nosso método de trabalho”, escreveu Tnoy Evans. Porém uma coisa nunca irá mudar. Se a gente se enganar, iremos admitir a falha.”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s