Blog do Xico Malta

Quando o calendário olímpico coincide com o ramadã

Posted in Jogos Olímpicos by xicopati on 22/07/2012

Este fato não ocorria desde a Olimpíada de 1980: Os jogos de Londres irão acontecer durante o período do ramadã, que começou no dia 20 de julho. 3.500 atletas de confissão muçulmana participarão das competições. Jejuar ou não jejuar, eis a questão para estes esportistas de alto nível, ou seja, ficar sem comer e beber desde o nascer do sol até o por do sol durante os jogos olímpicos, os quais terão inicio no próximo dia 27 de julho.

O franco-algeriano  Mohamed-Khaled Belabbas respeitará o ramadã durante a Olimpíada. “Farei como sempre, não é nenhuma novidade pra mim.”, declarou o corredor ao canal France 24. No site do Voice of America, Muhammad Abdul Bari, diretor da Mesquita de Londres e membro do Comitê Olímpico, explicou que “o maior problema para estes atletas será a falta de sono, pois eles deverão se levantar muito cedo para poder comer alguma coisa”. Em contrapartida, para o jogador de hockey na grama, o britânico Darren Cheesman, o jejum é um trunfo: “O ramadã me trará mais forças, há uma melhora na minhas capacidades físicas”.

O Comitê Olímpico adotou uma logística especial para os atletas muçulmanos. “Em cada site esportivo, comida será levada para que os atletas possam sair do jejum no por do sol. Os restaurantes da vila olímpica estarão abertos durante a noite”. Segundo a France 24, “as mesquitas irão servir refeições aos esportistas e aos turistas muçulmanos, bem como a qualquer pessoa que se apresentar”. De acordo com a informação do site Voice of America, “dezenas de milhares de espectadores e funcionários dos Jogos respeitarão o ramadã.

Em maio de 2012, o New York Times realizou uma pesquisa e interrogou dezenas de muçulmanos que irão participar da Olimpíada de Londres: “Nenhum deles me disse que irá jejuar durante todo o período das competições, a maioria explicou que ainda não havia decidido em relação ao jejum”.

 

Os atletas dos Emirados árabes unidos aproveitam de uma fatwa que os absolve do jejum. “O grande Mufti de Dubai, Ahmed Al-Haddad, declarou que os atletas que não jejuarem poderão compensar depois das competições”, explicou Mahdi Ali, treinador da seleção olímpica de futebol dos Emirados, no site esportivo Al Bawaba. O Marrocos também solicitou a fatwa aos seus atletas.

 

A revista Time evocou o caso da boxeadora afgã, Sadaf Rahimi: “Ghulam Naseri, um islamista erudito de Cabul, sua cidade natal, explicando que o Corão faz uma exceção para os viajantes”. Em sua volta ao Afeganistão, a atleta irá compensar seus dias de jejum faltantes durante as competições.

 

 

O atleta Moe Sbihi escolheu uma outra alternativa para não jejuar. O remador britânico irá doar dinheiro para a associação Walou4us, que se ocupa de crianças de rua no Marrocos, para compensar. “Eu queria cumprir meu dever e estou muito contente”, explicou ao Daily Mail.

Não foi a primeira vez que o calendário religioso coincidiu com o da Olimpíada. Vários jornais lembraram o precedente de Eric Liddell nos jogos de Paris em 1924, que foi o enredo de um filme, o célebre “Carruagens de fogo” de 1981. O personagem cristão não quis participar dos 100 metros, pois a competição iria acontecer em um domingo. Como alternativa, ele correu os 400 metros e bateu o recorde do mundo e recebeu a medalha de ouro.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s