Blog do Xico Malta

Os 10 lances polêmicos na linha do gol

Posted in Do Malta by xicopati on 09/07/2012

Finalmente a FIFA admitiu, na semana passada, o uso da tecnologia no futebol.

Porém ela será usada apenas na linha de gol, mas já é um enorme passo na conservadora mentalidade da dona do futebol mundial.

Veja os 10 lances polêmicos que a tecnologia poderia ter corrigido.

Inglaterra x Alemanha Ocidental (4×2 na prorrogação), final da Copa do Mundo, 30 julho 1966

Incontestavelmente o lance mais emblemático de todos. Enquanto que os 94 000 espectadores de Wembley estavam prontos para comemorar a conquista inédita do English Team, os alemães empatavam no final graças a Wolfgang Weber. Os Three Lions venceram graças ao “gol” de Geoffrey Hurst na prorrogação. A bola bateu no travessão antes de tocar o solo fora da linha do gol. O bandeirinha validou o gol que não existiu. Até hoje os alemães reclamam de uma arbitragem caseira a qual favoreceu nitidamente os donos da casa.

 

 

Chesterfield 3 x 3 Middlesbrough, semifinal da FA Cup, 13 de abril 1997

A grande surpresa da Copa da Inglaterra da temporada 1996/97 foi o pequeno Chesterfield. Na época ainda na terceira divisão, o ex-clube do lendário Gordon Banks surpreendeu a Inglaterra ao chegar na semifinal da mais antiga competição do mundo ao jogar em Old Trafford contra o Middlesbrough do italiano Fabrizio Ravanelli. Milagre, Chesterfield logo no início já colocou 2 a 0 no placar. Jonathen Howard marcou o terceiro gol do Chesterfield aos 4’ do segundo tempo. Mas quase sempre os árbitros existem para proteger os interesses dos grandes clubes. Resultado: O jogo acabou empatado em 3 a 3 e o pequeno Chesterfield teve o direito de ter um segundo jogo e foi eliminado da competição ao perder por 3 a 0. Triste!

 

 

 

Nigéria 2 x 2 Camarões (1 a 1, 3 a 4 nos pênaltis), final da CAN, 13 de fevereiro 2000

Quatro anos depois da inédita Medalha de Ouro conquistada na Olimpíada de Atlanta, a geração dourada dos Super Eagles era a grande favorita à conquista da Copa Africana de Nações diante da forte seleção de Camarões. Em Lagos, diante de 40 000 torcedores, a seleção de Finidi e Okocha levou dois gols logo no primeiro tempo. Os gols foram marcados por Eto’o 26’ e Mboma aos 31’. O primeiro gol da Nigéria veio logo depois aos 44’ graças a Chukwu. Na volta do intervalo, aos 47’, o craque Okocha deixou tudo igual. Com o empate no tempor normal e na prorrogação, a final foi disputada na cobrança de pênaltis. Na quarta cobrança da seleção da Nigéria, na cobrança de Ikpeba (7:35 do vídeo) a bola acerta o travessão e bate atrás da linha do gol. Porém o juiz e seu assistente não validam o gol. Graças ao erro a seleção camaronesa conquistou o seu terceiro título da Copa Africana de Nações.


Manchester United 0 x 0 Tottenham, Premier League, 4 de janeiro 2005
Entre os reinados de Peter Schmeichel e Edwin van der Sar, os torcedores do Manchester United sofreram com alguns frangueiros: Raimond van der Gouw, Mark Bosnich e Ricardo López. Entretanto, o goleiro que ficou mais marcado foi o norte irlandês Roy Carroll, o mão de alface. Contra o Tottenham ele protagonizou um belo frango depois do chute de 50 metros de distância do português Pedro Mendes. Porém o juiz não viu a bola entrar, “salvando” a honra do goleiro dos Diabos Vermelhos.


Liverpool 1 x 0 Chelsea, semifinal da Champions, 3 de maio 2005

 

Se os Blues consertaram esta injustiça sete anos mais tarde ao venceram a sua primeira Liga dos Campeões nesta temporada, a noite do dia 3 de maio 2005 irritou o treinador português José Mourinho por causa do gol inexistente de Luis Garcia dos Reds. Mais uma falha de arbitragem que poderia ter sido facilmente solucionada com o emprego da tecnologia.

 

 

Watford 2 x 2 Reading, Championship (segunda divisão inglesa), 20 de setembro 2008

O mais surreal de todos! Todos os gols inexistentes ou injustamente renegados são por natureza polêmicos. Todos, salvo o lance ocorrido há quatro anos na segunda divisão inglesa durante o jogo entre Watford e Reading. O lance pode ser considerado uma obra de ficção científica. Depois da pressão na área dos Hornets, o juiz marcou um impedimento ao observar a bandeira de seu assistente levantada. No entanto, este último surtou e na verdade ao invés de impedimento, o bandeirinha tinha marcado um gol do Reading!!!!! Não tem como pensar em um simples equívoco do assistente.

 

 

 

Inglaterra 1 x 4 Alemanha, quartas de final da Copa do Mundo 2010, 27 de junho 2010

 

44 anos depois da derrota em Wembley, a Mannschaft se vingou do erro de 1966. O árbitro uruguaio não viu a bola de Frank Lampard entrar, a qual levaria a Inglaterra a um importante empate já que perdia por 2 a 1 para os alemães. A invalidação do gol legítimo inglês foi dramática para os Three Lions. O lance polêmico girou o mundo e foi crucial para que Sepp Blatter revesse a sua posição em relação ao uso da tecnologia para auxiliar a arbitragem.

 

Milan 1 x 1 Juventus, Serie A, 25 de fevereiro 2012

A Juve foi a grande campeã invicta da Serie A nesta temporada. No entanto, a invencibilidade e o Scudetto poderiam ter sido perdidos se o juiz validasse o gol do rubro-negro Muntari. Caso o gol fosse marcado, o Milan (segundo colocado) assumiria a vantagem no placar de 2 a 0. Placar final: 1 a 1 e invencibilidade e scudetto garantidos.

 

 

 

Chelsea 5 x 1 Tottenham, semifinal da Cup, 15 de abril 2012

Os Spurs foram massacrados pelos blues de Drogba e cia e talvez o gol inexistente de Juan Mata (3:00 do vídeo) não faria tanta diferença mas o que é certo é certo e o gol do espanhol do Chelsea não existiu. Importante ressaltar que o juiz não tinha como observar corretamente o lance haja visto a confusão na área do Tottenham. Mas um caso que corrobora o uso da nova tecnologia.

 

 

Inglaterra 1 x 0 Ucrânia, Euro 2012, 19 de junho 2012

 

No dia seguinte deste jogo, quando a bola tinha ultrapassado a linha de gol antes de ter sido retirada, Joseph Blatter escreveu em seu Twiter: “Depois do jogo de ontem, a tecnologia na linha do gol não é mais uma possibilidade, mas sim uma necessidade”.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s