Blog do Xico Malta

Liga dos Campeões: As quatro conquistas do Bayern de Munique em vídeo

Posted in Do Malta by xicopati on 19/05/2012

Campeão da Liga dos Campeões (antigamente chamada de Copa da Europa dos Clubes Campeões) em 1974, 1975, 1976 e 2001, o Bayern de Munique foi também finalista em 1982, 1987, 1999 e 2010. Um retrospecto que faz com que o gigante bávaro seja um dos times mais respeitado e temido do futebol mundial. O time alemão teve o seu apogeu no meio dos anos 70, com a liderança do genial Franz Beckenbauer. Nos anos 2000, o Bayern retornou ao topo da Europa.

O seu adversário de hoje, o Chelsea, tem apenas nove participações na Champions, a primeira foi em 2000. A melhor atuação foi em 2008 quando chegou na segunda posição.

BAYERN MUNIQUE – ATLETICO MADRID (4-0)

17 de maio 1974, estádio Heysel em Bruxellas

Depois do tricampeonato histórico do Ajax de Johann Cruyff (1971, 1972 e 1973), a metade dos anos 70 marcou a chegada de outra dinastia, a do Bayern de Munique de Franz Beckenbauer.

“O Kaizer”, Gerd Müller e Sepp Maier, considerados na época como os melhores jogadores do mundo em suas respectivas posições, mas também tinham outros grandes jogadores que formavam a base da seleção da Alemanha Ocidental, vencedora da Copa do Mundo de 1974, como Uli Hoeness e Paul Breitner.

Esta final foi jogada pela primeira vez no dia 15 de maio e acabou empatada. A regra em vigor na época determinava um outro jogo a ser disputado dois dias depois.

Os pupilos de Udo Latteks venceram por 4 a 0 com amplo domínio bávaro graças aos dois gols do chamado “Bomber” Gerd Müller e atual presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness.

Bayern de Munique

Sepp Maier ; Johnny Hansen, Paul Breitner, Hans-Georg Schwarzenbeck, Franz Beckenbauer ; Franz Roth, Rainer Zobel, Ulrich Hoeness ; Conny Torstensson, Gerd Müller, Jupp Kapellmann
Técnico: Udo Lattek

Atlético de Madrid

Miguel Reina ; Francisco Melo, José Luis Capón, Adelardo (61′ Domingo Benegas), Ramón Heredia ; Luis Aragonés, Eusébio Bejarano, Alberto Fernández (65′ José Ufarte) ; José Eulogio Gárate, Ignacio Salcedo, Heraldo Becerra
Técnico : Juan Carlos Lorenzo

Gols : U. Hoeness (38), G. Müller (58, 71), U. Hoeness (83)

BAYERN MUNIQUE – LEEDS UNITED (2-0)

28 de maio 1975, no Parque dos Príncipes em Paris

O Bayern de Munique conquistava o bicampeonato da Liga dos Campeões ao vencer o Leeds United graças aos gols de Franz Roth e Gerd Müller.

Um ano após a sua primeira consagração e a vitória da Copa do Mundo da Alemanha Ocidental, o Bayern encontrou enormes dificuldades no campeonato alemão terminando na modesta décima posição.

Ele seria o segundo clube, depois do Aston Villa em 1982, a conquistar a Liga dos Campeões estando mal classificado no campeonato.

Este jogo foi marcado por clamorosos erros de arbitragem os quais provocaram brigas dos torcedores presentes do Leeds United.

Diante disso, o clube inglês foi suspenso por dois anos de todas as competições europeias.

Bayern de Munique

Sepp Maier ; Franz Beckenbauer, Hans-Georg Schwarzenbeck, Bernd Dürnberger, Björn Andersson (4′ Sepp Weiss) ; Rainer Zobel, Franz Roth, Jupp Kapellmann ;Ulrich Hoeness (42′ Klaus Wunder), Gerd Müller, Conny Torstensson
Técnico : Dettmar Cramer

Leeds United

David Stewart ; Paul Reaney, Frank Gray, Paul Madeley, Norman Hunter ; Billy Bremner, Johnny Giles, Terry Yorath (80′ Eddie Gray) ; Peter Lorimer, Allan Clarke, Joe Jordan

Técnico : Jimmy Armfield

BAYERN MUNIQUE – SAINT-ETIENNE (1-0)

12 de maio 1976, em Hamden Park em Glasgow

http://www.dailymotion.com/video/x2ts15_saint-etienne-bayern-de-munich-1976_news?start=247

Sepp Maier ; Johnny Hansen, Hans-Georg Schwarzenbeck, Franz Beckenbauer, Udo Horsmann ; Franz Roth, Bernd Dürnberger, Jupp Kapellmann ; Karl-Heinz Rummenigge, Gerd Müller, Ulrich Hoeness
Técnico : Dettmar Cramer

Saint-Etienne

Ivan Ćurković ; Pierre Repellini, Oswaldo Piazza, Christian Lopez, Gérard Janvion ; Dominique Bathenay, Jacques Santini, Jean-Michel Larqué ; Patrick Revelli, Hervé Revelli, Christian Sarramagna (83′ Dominique Rocheteau)
Técnico : Robert Herbin

BAYERN MUNIQUE – FC VALENCIA (1-1 ; 5 x 4 Penalidades)

23 maio 2001, em San Siro, Milão

Dois anos após uma das viradas mais espetaculares da história do futebol mundial (Manchester United venceu a Champions em 1999 contra os Bávaros ao marcar dois gols nos acréscimos), o Bayern de Munique conquistou seu quarto título da Champions diante do Valencia. Aquela final foi decidida nos pênaltis, e Oliver Kahn foi o grande herói em Milão.

Bayern de Munique

Oliver Kahn – Willy Sagnol (46′ Carsten Jancker), Samuel Kuffour, Patrik Andersson, Thomas Linke, Bixente Lizarazu – Mehmet Scholl (108′ Paulo Sérgio), Owen Hargreaves, Stefan Effenberg, Hasan Salihamidžić – Giovane Elber (100′ Alexander Zickler)
Técnico : Ottmar Hitzfeld

Valencia

Santiago Cañizares – Jocelyn Angloma, Roberto Ayala (90′ Miroslav Đukić), Mauricio Pellegrino, Amedeo Carboni – Rubén Baraja, Gaizka Mendieta, Kily González, Juan Sánchez (66′ Zlatko Zahovič), Pablo Aimar (46′ David Albelda) – John Carew
Técnico : Héctor Cúper

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. avelino said, on 23/04/2013 at 05:46

    adoro bayern de monique pp nele tem jogadore espetaculares como Roben Riberi thmas muller fili lan vam boyten mario gomes Bas shuesthage


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s