Blog do Xico Malta

Obrigado Magrão!

Posted in Do Malta by xicopati on 04/12/2011

Minha primeira imagem do Corinthians de que tenho lembrança é daquele jogador esguio comemorando um gol com o braço direito esticado pra cima. Não me lembro bem qual foi o jogo, apenas me recordo que pulei do sofá, corri em direção à telefunken da sala, e imitei aquele que seria meu primeiro ídolo do futebol.

A partir dai, nas peladas da minha rua sem saída, eu comecei a comemorar meus golzinhos com o mesmo gesto, gritando “é do Sócrateeeeees!”.

Com uma elegância impar, Magrão desfilava em campo. Com ele, a bola era tratada de forma singular. Havia toda uma singeleza nos seus movimentos. Nada era bruto, nada era feio. A estética junto com a objetividade eram a marca registrada daquele jogador oriundo de Ribeirão Preto. Depois dele o calcanhar nunca mais seria o mesmo. Em vez da fraqueza do de Aquiles, tínhamos finalmente a magia do Sócrates.

Também me lembro bem de minha mãe dizendo: “Figura interessante esse Sócrates, inteligente a beça”.  De fato, ela tinha toda razão. O Magrão logo mostrou-se ser um jogador diferenciado. Graduado na faculdade de medicina, coisa rara no mundo do futebol, nunca houve um jogador tão politizado.

Com meus 9 anos de vida, já dava pra perceber o papel diferenciado do ídolo. Sócrates em cima do palanque do comício das Diretas já incentivava o povo a apoiar o fim das eleições indiretas. Tinha certeza que estava presenciando algo marcante na história do país e Sócrates era um dos personagens principais.

Dentro de campo, dois momentos inesquecíveis, o gol na final do Campeonato Paulista de 83 contra o São Paulo depois de uma jogada antológica de Zenon e o gol contra a União Soviética no primeiro jogo da Copa de 82.

Sócrates foi o meu primeiro e único ídolo em toda a sua plenitude. Dentro e fora de campo. Um Sábio.

SÓCRATES, ETERNAMENTE DENTRO DOS NOSSOS CORAÇÕES!

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Mestre Urbano said, on 04/12/2011 at 11:54

    Lindo texto, Xico.

    Morre o homem, vive a lenda.

  2. DeboraH Lee said, on 05/12/2011 at 09:39

    Linda homenagem, Xico.Eu ainda sigo aqui, refletindo, um tanto entristecida, sem muitas palavras. Bom ler isso tudo.

  3. Geraldo said, on 05/12/2011 at 12:26

    Vários lances inesquecíveis … dois deles …

    Lance 1

    Corinthians x Santos (Morumbi) … Sócrates está na meia esquerda, corta para dentro e olha para
    o Vaguinho correndo na direita … ameaça o lançamento e dá de calcanhar para o Palhinha, que entrou por trás da zaga, na direita mesmo, na lateral da área … Sócrates driblou, com este passe, toda a defesa do Santso, todos os tordedores do Morumbi e até o camera que filmava o jogo … o Palhinha foi derrubado na área pelo goleiro … e o Zé Maria perdeu o penalti …

    Lance 2

    Coritnhians x XV de Jaú (Pacaembu) … Sócrates recebe dentro da área (talvez impedido) … tenta matar no peito, a bola veio alta, pega no ombro e sobe …. Sócrates olha a descida da bola (o goleiro já está saindo em seus pés), arma o chute de “chapa” no canto esquerdo do goleiro (direito do ataque) … no momento exato do chute, com o goleiro já em seus pés, Sócrates “penteia” a bola para a esquerda, o goleiro passa lotado e Sócrates completa para o gol vazio …


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s