Blog do Xico Malta

Depois da humilhação, Wenger não reconhece a crise instalada no clube londrino

Posted in Do Malta by xicopati on 30/08/2011

O manager do Arsenal, Arsène Wenger, perto de enfrentar a maior crise em sua história no comando dos Gunners, principalmente depois da derrota avassaladora diante do Manchester United por 8 a 2, refutou qualquer tipo de pânico.

Depois de um início de temporada inquietante, com apenas um ponto conquistado em três jogos e a saída de seus jogadores chave como Cesc Fabregas e Samir Nasri, o time londrino teve uma tarde tenebrosa em Old Trafford no último domingo. Vale lembrar que os Gunners nunca levaram uma goleada de oito gols na historia da Premier League.

É bem verdade que eles tiveram um bom início de semana garantindo uma vaga para a fase de grupos da Liga dos campeões diante da Udinese.

No entanto, os jogadores do Arsenal terão muito trabalho para reconquistar a confiança de seus torcedores, os quais reclamam novas contratações.

Depois da tragédia de Old Trafford, o técnico francês foi questionado pela imprensa se era iminente sua saída do clube londrino onde ele ocupa o cargo de manager desde 1996.

Wenger negou sua saída.

“De jeito nenhum”, respondeu a um jornalista da Sky Sports depois da partida, explicando que seu time teria disputado apenas três jogos desde o inicio da temporada.

“Sei muito bem que na Inglaterra, quando se perde um jogo, comprar jogadores é sempre a melhor solução”, desabafou o treinador experiente e conhecedor da Premier League, explicando sem querer atenuar sua derrota, que oito jogadores não estavam disponíveis no domingo, seja por contusão ou suspensão.

“Há sempre um sentimento de humilhação quando se toma oito gols. Foi um dia horrível para todos nós. Manchester United jogou muito e no primeiro tempo todo chute foi convertido em gol”, explicou Wenger, que tem em seu currículo três troféus conquistados na Premier League (1998, 2002 e 2004).

Apesar de ter tido várias divergências com Wenger, o manager dos Red Devils, Sir Alex Ferguson, desta vez, defendeu seu colega depois da humilhante derrota.

“Foi uma surpresa, pois quando se joga contra o Arsenal, se espera sempre um jogo duro”, afirmou o técnico escocês durante a coletiva. Fergunson também fez questão de salientar que o elenco dos Gunners estava bem enfraquecido.

“Acho injusto criticar todo o trabalho feito por Wenger no Arsenal e sua filosofia de jogo”, estimou Sir Alex Fergunson.

Domingo passado, um outro técnico renomado, o treinador do Barcelona, Pep Guardiola expressou sua solidariedade ao técnico do Arsenal.

“Temos que recordar tudo que Wenger fez para o futebol de uma maneira geral, Arsenal é um grande time”, afirmou o treinador catalão.

“É um time que sempre esteve na ponta e foi competitivo durante toda última década, com estilo de jogo próprio”, observou Guardiola.

“No esporte, há boas coisas que não tem nada a ver com o fato de ganhar ou perder”, filosofou Guardiola.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s