Blog do Xico Malta

Corrupção na FIFA

Posted in Do Malta by xicopati on 13/05/2011

O presidente da FIFA Joseph Blatter que tem a intenção de disputar, no dia 1 de junho, a sua reeleição para o quarto e último mandato, provavelmente deverá enfrentar uma nova crise por causa do último escândalo de corrupção.

Graças ao testemunho, na última terça-feira, na CPI do Parlamento britânico, de Lord David Triesman, ex presidente da Federação Inglesa de Futebol (FA) onde acusou quatro membros do Comitê Executivo da FIFA de terem procurado obter vantagens em troca de seus votos para a escolha da sede do Mundial 2018, concedido à Rússia.

Ademais, segundo o deputado britânico Damian Collins, vários dados que ainda não divulgados em uma reportagem do jornal Sunday Times irão provar que dois altos responsáveis do futebol mundial venderam seus votos em favor do Qatar em troca de 1,5 milhões de dólares.

Desde o surgimento do escândalo, Blatter reagiu prometendo resolver a crise o mais breve possível, exigindo provas. “Vamos resolver isso imediatamente”, explicou em uma entrevista ao canal Al-Jazeera. Em um comunicado, a FIFA anunciou que seu secretario geral, Jerome Valcke, teria mandado uma carta à Federação Inglês pedindo um relatório completo sobre as declarações de Lord Triesman como também o conjunto de documentos que comprovam as acusações.

Uma carta foi também enviada ao Sunday Times para solicitar ao jornal britânico o fornecimento o mais rápido possível de todas as provas que eles teriam em mãos e que não tenham sido ainda enviadas à FIFA.

Estas mesmas provas que Mohamed Bin Hamman deseja ter em mãos o mais breve. O presidente da Confederação Asiática e adversário de Blatter na próxima eleição refuta as acusações de corrupção na eleição do Qatar para sediar a Copa do Mundo de 2022.

“Eu posso assegurar que nada parecido ocorreu aqui do nosso lado”, declarou à agencia britânica AP. “Se alguém tem dúvidas que me tragam as provas, não se pode acusar sem ter como provar”.

Bin Hamman aproveitou para criticar a decisão do presidente da FIFA de ter doado 20 milhões de euros à Interpol para promover um projeto comum na luta contra as apostas ilegais. Ele afirmou que “a decisão foi tomada arbitrariamente pelo presidente e não fora discutida com o comitê Executivo”.

O Ministro do Esporte e dos Jogos Olímpicos da Grã Bretanha, Hugh Robertson, disse que a FIFA deveria reformar urgentemente seu sistema de escolha de países sede de Copa do Mundo:

“Deixar a FIFA não está na ordem do dia, porém o governo está se esforçando para que a FIFA faça a sua reforma. Ela deve tomar como exemplo o que fez o Comitê Olímpico Internacional depois do escândalo de Salt Lake City (Olimpíadas de inverno de 2002) e as reformas efetuadas. Há três cidades que são candidatas para ser a sede dos Jogos Olímpicos de inverno (2018), a escolha será em julho e ninguém ainda sugeriu que esta eleição não possa der justa. A FIFA tem que chegar na mesma situação.”

O exemplo citado por Robertson mostrou ser raro de que as denuncias de corrupção sejam reveladas antes da eleição terminar. É o que argumentou o editorialista da agencia de noticias AP, John Leicester, o qual escreveu que as declarações de Lord Triesman vieram um pouco tarde e que elas permaneceriam na gaveta caso a Inglaterra fosse escolhida a sede do Mundial 2018.

“A corrupção no futebol em outros esportes se desenvolve quando aqueles que sabem não denunciam. Assim torna-se difícil verificar quem pede dinheiro e favores, até os honestos tornam-se cúmplices”.

O jornalista inglês se mostra também cético quanto a possibilidade de uma reforma na governança da FIFA. Enquanto Blatter estiver no poder, ele não irá combater os membros da entidade máxima do futebol pois serão eles que irão votar na próxima eleição do dia 1 de junho. No entanto, há uma pequena luz nas palavras de Triesman através das quais ele afirmou que Michel Platini é um dos membros da FIFA que parece ser totalmente incorruptível, afirmou John Leicester. “Possivelmente o presidente da UEFA tomará as rédeas da FIFA em quatro anos. Enquanto isso, os bastidores da FIFA serão um lugar bem sombrio”, concluiu o jornalista.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s