Blog do Xico Malta

11 de maio de 2011: Trinta anos da morte de Bob Marley

Posted in Do Malta by xicopati on 11/05/2011

Hoje dia 11 de maio de 2011, comemora-se 30 anos da morte de Bob Marley. E para celebrar esta data, gostaria de falar do relacionamento passional que tinha o rei do reggae com o futebol.
Football is a whole skill to itself. A whole world. A whole universe to itself. Me love it because you have to be skilful to play it!Freedom! Football is freedom.” (Bob Marley – 1979)

Qualquer pessoa que tenha ouvido estas palavras místicas pronunciadas por Bob Marley não pode deixar de amar ainda mais este esporte.
A vida e o trabalho do rei do reggae não podem ser plenamente compreendidos sem evocarmos o seu amor compulsivo pelo futebol.
Paixão de infância comum a todos os meninos dos guetos de Kingston, o futebol acompanhou a vida de Bob até seus últimos instantes.
Quando Robert Nesta Marley nasceu em 1945, o futebol já estava bem estabelecido na Jamaica. Os colonos britânicos importaram o beatiful game nas Antilhas no final do século 19. O primeiro clube oficial foi criado em 1893 e logo em seguida outros clubes surgiram nas principais cidades da Ilha, em Kensington, Melbourne, Kingston, Lucas e Saint George. Antes mesmo da independência obtida em 1962, uma selecao nacional disputou alguns amistosos, principalmente contra o Haiti e Trinidad & Tobago.

O futebol se desenvolveu sobretudo dentro dos guetos dos Rude Boys de Kingston, o mais conhecido deles é o de Trecnh town onde Bob Marley foi criado. A Jamaica, como as outras ilhas das Antilhas britânicas, ficaram em sua grande maioria refratarias aos esportes nobres ingleses (cricket e pólo). O amor pelo futebol como o da musica (rock steady, ska e depois o reggae) ofereciam serenidade em um universo imbuído de uma violência endêmica.

Em suas músicas, Bob Marley sempre apontou as dificuldades sofridas por seus compatriotas no duro cotidiano. De fato, a Jamaica é um verdadeiro barril de pólvora social. No entanto, malgrado os seus apelos de paz, Bob nunca conseguiu estabelecer um fim nas tensões reinantes na ilha. Bem longe da imagem paradisíaca veiculada pelo turismo, a Jamaica, sobretudo sua capital Kingston, está em estado de insurreição permanente.

Nos anos 1970, a ilha está a um passo da guerra civil, por causa das rivalidades dos dois partidos dominados, por um lado pelo primeiro ministro Michael Manley (PNP, progressista) e o líder da oposição Edward Seaga (JLP, conservador). Em 1978, Bob Marley conseguiu uma inédita reconciliação nacional durante o One Love Peace Concert. Graças ao seu carisma, ele trouxe um pouco de paz ao povo jamaicano.
Mas ela não durou muito, e hoje, os guetos de Kingston são ainda bem violentos.
Finalmente, para uma boa parte dos jovens da ilha, futebol, reggae e o rastafarismo, são meios para poder esquecer a dura realidade onde não há esperança. Vindos do gueto, os Wailers eram a imagem da juventude jamaicana e encontraram na música ou no futebol, um certo desenvolvimento.

Quase todos os membros do grupo adoravam o futebol, mas o mais apaixonado era Alan “Skip”Cole. Um dos melhores amigos de Bob, que era o antigo centroavante da seleção da Jamaica. Na época, ele era considerado um dos melhores jogadores das Antilhas britânicas de todos os tempos. Seus laços de amizade com Bob eram sinceros e profundos. Os Wailers aproveitaram então da influencia de Skip que graças ao seu profissionalismo, ajudou o grupo a praticar um verdadeiro treino cotidiano. Cada noite, depois do trabalho no estúdio, Marley não faltava a uma pelada na 56 Hope Rod. Varias tournées mundiais de Bob Marley & the Wailers foram escolhidas em função de sua paixão pelo futebol. O ônibus da turnê era equipado de uma televisão para que eles assistissem aos jogos de futebol.
A cada etapa da tournée, peladas eram disputadas, as vezes bem levadas a serio, contra equipes de jornalistas locais ou integrantes de gravadoras.

Em 1980, em sua ultima turnê, um verdadeiro campeonato foi organizado em um estádio indoor perto de Fulham, bairro e clube da capital inglesa.
Shows, gravações, entrevistas…. tudo era programado para não faltar às peladas. Quando Bob tocava sua musica, a bola nunca estava longe. Ele jogava futebol quase todo instante antes de um show ou no próprio camarim. E quando Bob jogava futebol, sua guitarra nunca estava longe dele. A musica e o futebol não estavam desassociados. Em 1978, a Kaya Tour foi o grande momento futebolístico da carreira dos Wailers. Tudo tinha sido previsto para poder acompanhar a copa do mundo na Argentina. Esta no, o troféu foi erguido pela anfitriã. Bob era um admirador do futebol sul americano. Durante a turnê na America do sul, ele teve a oportunidade de encontrar o craque brasileiro Paulo Cesar Caju e jogou uma pelada com ele e Chico Buarque.

Ainda em 1978, o argentino Ardilles foi transferido pro norte de Londres no Tottenham Hotspur, com outro ganhador da Copa do mundo: Ricardo Villa. Marley era um grande fã de Ardilles e de presente, Rob Partidge, acessor de imprensa da Island Recors enviou uma camisa do Tottenham ao Bob. Dois anos mais tarde, em 1980, durante a última tourne do Wailers, chamada de Uprising Tour, Bob negou vários pedidos de entrevistas para jogar algumas peladas.
O maior show dado por Bob Marleu não poderia deixar de ser em um estádio de futebol, o emblemático San Siro de Milão.
Bob Marley tinha uma certa habilidade com a redonda. Sua inspiração vinha da America do Sul. seu ídolos eram o argentino Ardilles e o rei Pelé. Seu time de futebol do coração era o Santos.

Futebol descobre sua doença
A lenda diz que Bob Marley morreu pro causa do um machucado mal curado provocado durante um jogo de bola.
Na verdade, em maio de 1977, Bob se machucou jogando bola numa pelada perto do hotel Hilton em Paris. Com muita dor, ele consultou um médico que lhe sugeriu alguns exames. O diagnostico realizado já em Londres mostrou que Bob Marley tinha um melanoma (câncer de pele dos mais perigosos), sem Duvida pela alta exposição solar durante sua vida na Jamaica.
Os médicos lhe sugerem uma amputação imediata de parte de seu pé. Porém sua religião rastafári proibia qualquer tipo de amputação.
Sem ter tratado corretamente da doença, já em 1980, depois de ter desmaiado depois de um jogging no Central Park, Bob Marley foi levado ao hospital onde constatam cinco tumores, três no cérebro, um no pulmão e outro no estomago. Ele não contou nada aos seus próximos e continuou fazendo seus shows. Seu último foi no dia 23 de setembro.
Em Miami, no dia 11 de maio, o rei do reagge deixou saudades.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s