Blog do Xico Malta

Conheça esta equipe diferente de todas as outras no futebol

Posted in Do Malta, Reportagens by xicopati on 14/12/2010

De Xico Malta

Um Red Light District

O time leva o nome do bairro onde está sediado desde a sua criação, na cidade de Hamburgo, norte da Alemanha. Conhecido por ser um Red Light District (bairro da luz vermelha), o local abriga sex shops, casas de prostituição, teatros, discotecas e bares.

É conhecido por receber faz muito tempo os marinheiros ávidos e sedentos pelos prazeres carnais depois de meses no mar.

Hoje em dia, o bairro tem como seu ponto alto a famosa rua Reeperbahn, repleta de casas de stripers, bordéis e um museu do sexo. É lá também que se encontra o ilustre Star Club, onde os Beatles, no começo dos anos 60, ainda desconhecidos, tocavam.

Por lá já passaram também Jerry Lee Lewis, Jimi Hendrix, Ray Charles e tantos outros astros do Rock.

É nesse ambiente que vive o St. Pauli. Parodiando o filosofo iluminista: O clube é o reflexo de seu meio. Seus torcedores compostos por punks, rockeiros, artistas e gays compõem a paisagem do estádio Millerntor, junto à fumaça dos cigarros de maconha e das bandeiras com caveiras de pirata, símbolo do clube.

Militantes libertários ou de extrema esquerda, todos se unem nos valores defendidos pelo clube desde a sua criação em 1910. No seu estatuto está determinado que antes de mais nada o Sankt-Pauli é um clube anti-racista e antifascista.

Rivalidades

O St. Pauli, clube mais sui generis de toda a história do futebol mundial, completou 100 anos em 2010.

Além da rivalidade com o Hamburgo, o St. Pauli tem como principais adversários o Bayern de Munique e o Hansa Rostock.

O time de Munique é considerado pelos habitantes de Hamburgo o expoente do capitalismo da rica Baviera.Eles encaram o confronto como o jogo do time de esquerda, do norte e protestante, contra um dos mais ricos clubes do mundo, localizado no sul da Alemanha, região composta por maioria católica.

A briga com o Hansa Rostock é outra. O time da ex-Alemanha Oriental tem muitos  torcedores neonazistas.

Este jogo é considerado o mais perigoso do país.

The Rebel’s choice

Não só de rivalidades vive o St. Pauli. Os torcedores do time de Hamburgo tem uma amizade fraternal com os seus homólogos escoceses do Celtic de Glasgow. A união das duas torcidas é chamada de The Rebel’s choice (a escolha rebelde).

O liustre senhor Corny

Em 2002, Cornelius Littman, ou simplesmente Corny, assumiu a presidência do clube.

Homossexual assumido, Corny é artista e dono de um cabaré no bairro, o Schmidt Theater.

Este emblemático personagem de Hamburgo conseguiu conciliar as obrigações do futebol moderno com o desejo de seus torcedores de manter as tradições da instituição.

Corny deu algumas pinceladas capitalistas na gestão do clube, que apgou uma enorme dívida.

Deu início também à modernização do estádio Millerntor. Conciliou o desejo de seus torcedores de manter a maioria dos lugares em pé com preços baixos e contruiu camarotes caros para quem deseja mais conforto.

O bom trabalho de Corny foi premiado com a primeira divisão da bundesliga no ano de seu centenário.

É lógico que a festa não podia ser banal.

No dia 9 de maio deste ano, logo após o apito final do último jogo da segunda divisão, os jogadores do St. Pauli entraram no vestiário e voltaram alguns minutos depois com as camisas de seus futuros adversários da Bundesliga.

A parodia de um jogo entre o Sankt-Pauli e o All Stars da Bundesliga foi idealizada e dirigida por Corny

No dia 19 de maio de 2010, aniversário do clube, Corny anunciou sua demissão com o sentimento de dever cumprido.

O rockeiro St. Pauli

Nos jogos em casa, o time entra em campo ao som de “Hells Bells do grupo AC/CD.

Sempre depois de cada gol, toca nos alto falantes do estádio trecho de música Song2 do grupo Blur.

FIFI Wild Cup

O clube hospedou o 2006 FIFI Wild Cup, um torneio cujo os participantes eram Seleções nacionais não reconhecidas: Tibete, Zanzibar, Groenlândia, Gilbratar e República Popular do Chipre do Norte. O anfitrião disputou o torneio sob a denominação “República de St. Pauli”.

4 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Fabiano Pellege said, on 15/12/2010 at 10:44

    Xico, já sou torcedor do ST. Pauli !!!!
    Ótimo blog, heim !

    Abraço,
    Pellege

  2. xicopati said, on 15/12/2010 at 12:48

    Amigo Pellege, obrigado pela sua visita! Grande abraço!

  3. Andrei Corinthians said, on 15/12/2010 at 15:39

    Se é um time com torcida gay, então é como o são paulo daqui.

  4. SAO! said, on 15/12/2010 at 20:15

    qndo estava na alemanha teve um jogo amistoso deles, pena q nao deu para eu ir, na epoca nao conhecia essa historia do clube.

    é dificil ver um time com atitude como esse.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s