Blog do Xico Malta

O Schindler de bicicleta

Posted in Curiosidades, História by xicopati on 18/07/2008

De Xico Malta

O charmoso “Tour de France”, nos últimos anos, sofreu prejuízo de imagem por conta dos sucessivos casos de doping. Em 2008, o rigor está maior que nunca.

Mas a competição secular obteve tanto prestígio por causa de atletas exemplares, verdadeiros heróis do esporte.

No rol de seus principais campeões está o ciclista italiano Gino Bartali (18/07/1914 – 5/05/2000).

No entanto, não foi somente nas pistas que o italiano se destacou. O Ginettaccio, assim era carinhosamente chamado, tornou-se um exemplo de altruísmo durante a Segunda Guerra Mundial.

Gino Bartali foi uma espécie de “Oscar Schindler” sobre duas rodas.

A Guerra
De setembro de 1943 até maio de 1944, quando as competições ciclísticas estavam suspensas por causa da guerra, Bartali decidiu ser o “carteiro” de uma rede de resistência, organizada pelo judeu Giorgio Nissim.

Essa organização de ajuda aos judeus refugiados recebeu o importante apoio de um grupo católico, formado por padres oblatas de Lucca, o arcebispo de Genova, frades franciscanos e irmãs da Ordem de Santa Clara.

Bartali pedalava de Florença até Assis, passando por paróquias e conventos, onde ficavam escondidos os judeus, levando sob o selim de sua bicicleta, carteiras de identidade falsificadas.

Graças a essas falsificações e a coragem de Bartali, mais de 800 judeus foram salvos da barbárie nazista.

O reconhecimento
A prefeitura de Florença consagrou um “Jardim dos Justos no Mundo” onde cada árvore simboliza os homens que se dedicaram a salvar vidas.

A primeira foi plantada em homenagem ao florentino Gino Bartali.

Paolina Meyer, sobrevivente do holocausto graças às pedaladas do campeão, veio especialmente de Jerusalém para a solenidade.

Bartali também foi homenageado post-mortem com a honrosa condecoração da República Italiana a “Medaglia d’oro al Merito Civile”.

As conquistas
Ginettaccio teve em seu currículo uma extraordinária lista de troféus, tornando-se um verdadeiro mito da história do ciclismo italiano. Os números confirmam: Ele ganhou duas vezes a volta da França (1938 e 1948), três vezes a volta da Itália, o famoso “Giro d’Italia (1936, 1937 e 1946), mas também a corrida Milão – San Remo (1939, 1940, 1947, 1950), três voltas da Lombardia (1936, 1939, 1940), duas voltas da Suíça (1946, 1947), quatro vezes campeão da Itália (1935, 1937, 1940, 1952), cinco voltas da Toscana (1939, 1940, 1948, 1950, 1953); três voltas do Piemonte (1937, 1939, 1951); dois campeonatos de Zurich (1946, 1948); duas voltas da Emilia Romanha (1952, 1953); duas voltas da Campania (1940, 1945); a copa Bernocchi (1935), a corridaTre Valli Varesine (1938),a volta da Suíça Romanda (1949) e a volta do País Basco(1935).

17 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Marcos Diniz Ribeiro said, on 18/07/2008 at 08:47

    Bela história.

  2. Ramiro said, on 18/07/2008 at 09:13

    Que bom ver uma matéria sobre um esporte diferente… não apenas do futebol… o esporte é muito mais que apenas futebol… esportistas gênios como esse ciclista deveriam ter mais espaço neste blog. Poderia dar-se um destaque ao gênio do surf mais uma vez levantando o caneco de uma etapa do wct e outros esportes. A vitória através da genealidade de um esporte individual não tem preço.
    Abç

  3. Gabriel C. Santo said, on 18/07/2008 at 11:56

    Que genial. Um ato impressionante de coragem e amor ao próximo.

    Mostrou como o esporte é diretamente ligado à vida, em todos os sentidos.

    Um grande exemplo. Um belo post.

  4. Xico Malta said, on 18/07/2008 at 13:23

    Obrigado Gabriel. Gino Bartali foi um grande exemplo para todos nos.
    Abraço!

  5. Tiago Bênia said, on 18/07/2008 at 13:41

    Xico,

    parabéns mais uma vez pelo post.

    Como é bom ver esse tipo de abordagem sobre o esporte.

    Concordo totalmente com o que o Gabriel escreveu acima.

    Espero que você continue com sua produção em alta com esse tipo de texto. Uma maravilha!

    Abraço!

  6. Xico Malta said, on 18/07/2008 at 13:58

    Agradeço mais uma vez o elogio, estou lhe devendo os links, nesse final de semana te envio.
    Abraço!

  7. AUGUSTO CESAR FERREIRA DA CUNHA said, on 18/07/2008 at 21:58

    XICO,excelente post.
    É bom ver exemplos que não se curvaram a maior estupidez da raça humana.
    Parabéns!

  8. Alan said, on 19/07/2008 at 00:48

    belissimo post. belissima historia

  9. Xico Malta said, on 19/07/2008 at 11:48

    Caro Augusto,
    Agradeço o elogio, realmente Gino Bartali foi um belo exemplo de dedicação ao próximo.
    Abraço!

  10. Xico Malta said, on 19/07/2008 at 11:48

    Obrigado Alan

  11. fred said, on 19/07/2008 at 14:08

    Sem querer ser chato, não seria “sobre duas rodas” ao invés de “sob duas rodas”?

  12. Vidigal said, on 19/07/2008 at 14:28

    Mais uma vez um post maravilhoso…

    estou me tornando um grande fã de suas matérias, parabéns xico Malta!

    Sempre passo por aqui, apesar de ser a primeira vez q respondo aos seus tópicos!

    PArabéns, PARABÉNS!

    Vidigal de Contagem MG!

  13. Xico Malta said, on 19/07/2008 at 19:57

    Caro Vidigal,
    Muito obrigado!
    Abraço.

  14. Xico Malta said, on 19/07/2008 at 20:00

    Caro Fred,
    Você tem toda razão, erro grosseiro que deixei escapar, vou providenciar a devida correção. Sob significa “debaixo de” e sobre “acima de”.
    Muito obrigado pelo toque!
    Abraço.

  15. Xico Malta said, on 19/07/2008 at 20:01

    Com certeza.
    Abraço!

  16. Daniel Bezerra said, on 21/07/2008 at 10:04

    kakakakakak

  17. Xico Malta said, on 21/07/2008 at 14:32

    ???


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s